PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM
PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Austrália: piloto recebe ordem para deixar avião por embriaguez


Uma funcionária da companhia australiana Qantas, que pilotaria um Boeing 767 recebeu a ordem de retornar para ser submetida a um exame de alcoolemia, que deu resultado positivo.

A piloto estava no comando de um B767-300 com destino a Brisbane, no leste do país, quando foi denunciada pelos demais integrantes da tripulação e teve que desembarcar Sydney, informa o jornal Sydney Morning Herald. O incidente aconteceu na semana passada.

"A Qantas confirmou que a análise de alcoolemia foi positiva", afirmou Peter Gibson, porta-voz da Direção de Segurança da Aviação Civil.

TERRA

Líbano Barroso deixa a Latam



Libano Barroso foi presidente da TAM na entrada para a Star Alliance 
 
O ex-presidente da TAM Linhas Aéreas e que dentro do novo organograma diretivo do grupo Latam Airlines ocupava o posto de  CFO, a partir de hoje não estará mais nestas funções. Líbano, porém, permanece como Vice-Presidente da TAM, assessorando o CEO Marco Antonio Bologna.



Para o posto de CFO do grupo Latam,  interinamente fica com Alejandro de la Fuente, que era o Vice de Finanças Corporativas  da LAN, cargo ocupado desde 1995.  Passa a ser o responsável pelo financiamento corporativo, tesouraria, controladoria, planejamento tributário e relacionamento com os investidores.
BRASILTURIS

Aviões da Webjet têm as poltronas mais apertadas do Brasil


Um levantamento da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) revelou que as companhias aéreas Avianca e Webjet são apontadas como a melhor e a pior, respectivamente, em termos de espaço entre poltronas.

Em relação ao preço, a Webjet oferece passagens mais baratas do que as concorrentes. Em troca, fornece aviões mais apertados e serviço enxuto.

A reportagem de Ricardo Gallo e Kátia Lessa mostrou ainda verdades sobre os voos que a tripulação não conta aos passageiros. Está na Folha de São Paulo.
180 GRAUS

Anac coloca em discussão a acessibilidade de passageiros

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) está submetendo à audiência pública proposta de resolução sobre procedimentos que assegurem a acessibilidade de passageiros com necessidade de assistência especial ao transporte aéreo.

 O aviso de audiência pública foi publicado nesta segunda-feira no Diário Oficial da União (DOU). As sugestões poderão ser encaminhadas à Anac por meio de formulário eletrônico próprio disponível no site http://www2.anac.gov.br/transparencia/audienciaspublicas.asp, até as 18 horas do dia 5 de setembro. As sessões presenciais serão divulgadas futuramente.
R7

IAG quer comprar fatia na American Airlines, diz jornal

A fusão entre British Airways e Iberia aconteceu em janeiro de 2011
A IAG é uma empresa resultante da fusão entre a espanhola Iberia e a British Airways

Londres - O International Consolidated Airlines Group (IAG), empresa resultante da fusão entre a espanhola Iberia e a British Airways, considera comprar uma fatia minoritária na American Airlines e pretende garantir que a empresa aérea norte-americana permaneça na aliança OneWorld, segundo reportagem do Financial Times.

Willie Walsh, executivo-chefe da IAG, disse que a ideia de adquirir uma fatia na American Airlines "é algo que vamos avaliar". Walsh também afirmou que apoia uma fusão entre a American Airlines e a US Airways. A American Airlines é controlada pela AMR Corp. As informações são da Dow Jones.

EXAME

Estrangeiros usam brecha em segurança de aeroportos para entrar no Brasil


Uma brecha no sistema de segurança dos aeroportos internacionais brasileiros tem permitido que quadrilhas de tráfico de seres humanos entrem com imigrantes ilegais no País sem passar pelo controle da Polícia Federal e da Receita.
A falha acontece nos chamados voos de cabotagem, em que viagens domésticas partem de terminais internacionais, possibilitando que quem vem de outro país se misture aos passageiros domésticos e não seja fiscalizado.

WERTHER SANTANA/AGÊNCIA ESTADO/AE
Portão de embarque internacional do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos

Relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) alerta para "riscos elevados de crimes" e problemas durante a Copa de 2014.
Uma investigação da Polícia Federal revela que o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, já é usado como porta de entrada, por exemplo, por uma rede chinesa de tráfico de pessoas.

"Fiquei surpreso com a organização. Eles estão vindo de avião em um voo da China até Dubai (Emirados Árabes). De lá, vêm a São Paulo e driblam a imigração, cortando caminho e indo para os voos domésticos. Seguem então até o Rio, de onde pegam um ônibus e voltam a São Paulo", afirma o delegado federal André Luiz Martins Epifânio.

Segundo ele, dois coiotes chineses presos em junho, tentando ir para a Argentina com 12 conterrâneos por Uruguaiana (RS), usaram esse esquema para burlar a imigração em Guarulhos.
"As pessoas trazidas são muito simples na China, não teriam condição de pagar uma viagem como essa. Obviamente, o crime organizado as obriga a pagar as despesas dessa vinda com trabalhos ilícitos", diz o delegado.

A suspeita é de que os clandestinos sejam aliciados para exploração sexual e trabalho escravo. Clandestinos desembarcam em Cumbica apenas com bagagem de mão. Carregam também a passagem para um voo doméstico, comprada em dinheiro vivo pelos coiotes. Depois que descem do avião em outro Estado, mesmo no desembarque internacional, saem do aeroporto mostrando apenas a passagem.
Policiais que atuam no aeroporto de Guarulhos afirmam que os ilegais só conseguem passar pela fiscalização quando contam com apoio de funcionários de companhias aéreas.
"Às vezes, você pega o estrangeiro que não fala uma palavra em português tentando embarcar no voo doméstico. Quando ele vê que foi descoberto, inventa que veio pedir asilo aqui", afirma um agente. Também há casos de muambeiros brasileiros que usam o jeitinho para tentar escapar dos impostos.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

ÚLTIMO SEGUNDO 

CONCURSOS - Aeronáutica abre 160 vagas de nível superior

Estão abertas até o dia 5 de setembro as inscrições para o preenchimento de 160 vagas para ingresso no Quadro Complementar de Oficiais da Aeronáutica (QCOA).

A Aeronáutica oferece remuneração em torno de 6 mil reais, sendo que os profissionais permanecem na FAB por até 8 anos, no posto de tenente. Para se inscrever, o candidato não poderá completar 44 anos ou mais de idade até o dia 31 de dezembro de 2013 e deve preencher outros pré-requisitos disponíveis no edital.

O exame de admissão destina-se ao preenchimento de vagas nas seguintes especialidades:

Administração (ADM)– 17 vagas; Análise de Sistemas (ANS) – 19 vagas; Serviço Social (ASS) – 28 vagas; Ciências Contábeis (CCO)– 16 vagas; Economia (ECO) – 4 vagas; Estatística (EST) – 10 vagas; Jornalismo (JOR) – 5 vagas; Psicologia Educacional (PSE) – 2 vagas; Psicologia Clínica (PSL) – 9 vagas; Psicologia Organizacional e do Trabalho (PSO) – 8 vagas; Relações Públicas (REP) – 13 vagas; Serviços Jurídicos (SJU) – 29 vagas.
O Processo Seletivo é constituído de Exame de Escolaridade e Conhecimentos Especializados, Redação, Inspeção de Saúde, Exame de Aptidão Psicológica, Teste de Avaliação do Condicionamento Físico e Análise e conferência dos critérios exigidos e da documentação prevista para a matrícula no Estágio. 

A prova escrita será realizada no dia 21 de outubro em Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), Manaus (AM) e São Paulo (SP).

Além das vagas para ingresso no EAOT, também são oferecidas duas vagas para padres e duas para pastores no Exame de Admissão ao Estágio de Instrução e Adaptação de Capelães (EIAC).

As inscrições podem ser realizadas no site do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), www.ciaar.com.br . A taxa é de R$ 120,00.

Curso de Formação para oficiais temporários
Em caso de aprovação no concurso, o candidato fará o EAOT no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), em Belo Horizonte, com duração de 13 semanas, com início previsto para 3 de junho de 2013. O curso visa proporcionar aos estagiários, conhecimento sobre os procedimentos de rotina do oficial nos vários setores de acordo com a sua área de atuação. Entre as instruções ministradas estão: armamento, munição e tiro, atividades de campanha, conceitos de chefia e liderança, comunicação oral, o funcionamento do sistema de saúde na Aeronáutica, a legislação militar e segurança de voo. Após o curso, o oficial será nomeado Segundo-Tenente, sendo designado para servir em Organização Militar da localidade escolhida no ato da inscrição, respeitando a sua classificação no concurso.

Mais informações no telefone (31) 4009-5066 e 4009-5068.

Comer em aeroporto chega a custar o triplo, e Infraero cria lanchonete popular

RIO - Nos terminais do Galeão e do Santos Dumont, o passageiro que vai fazer um lanche antes de pegar o avião tem a sensação de que os preços decolaram antes dele e estão suspensos nas alturas. 

Produtos vendidos nas lojas dos aeroportos do Rio chegam a custar o triplo do que é cobrado em shoppings e lanchonetes da cidade. Com a chegada das classes C e D ao saguão de embarque, a Infraero decidiu agir para que os novos passageiros possam pagar pelo sanduíche: até o fim do ano, 11 aeroportos do país, entre eles os cariocas, terão uma lanchonete "popular", com preços baixos e controlados.

São vários os exemplos de preços estratosféricos - veja neste link infográfico com a comparação de preços. À espera do voo de volta a Porto Alegre, Maria Anália Damasceno desistiu de comer um quindim: o doce custava R$ 9 em uma lanchonete no Santos Dumont. Ela preferiu pagar R$ 14 em um misto quente e um refrigerante, mas continuou achando caro:
- Estou acostumada a comprar o quindim por R$ 4,50 lá na minha cidade.

No Terminal 2 do Galeão, um pote de 415 gramas do sorvete Häagen-Dazs sai por R$ 42, enquanto pode ser encontrado por R$ 19,90 no shopping RioSul.

 Um pão de queijo grande custa R$ 4 no saguão de embarque, mas é vendido por R$ 2,70 em uma franquia da mesma rede no Centro.Os preços altos obrigam quem trabalha nos aeroportos a trazer comida de casa. Na terça-feira, Daiane Souza, funcionária de uma banca de revistas do Galeão, comia um sanduíche que ela própria fez.

 Para complementar o almoço, comprou um pastel de carne por R$ 4 em uma lanchonete do aeroporto:
- Acho que o preço susto seria, no máximo, R$ 3. É tudo muito caro. Por isso, todo mundo que trabalha aqui acaba trazendo comida de casa.


Também no Galeão, um casal de Araxá, Minas Gerais, achou demais os quase R$ 27 pagos pelo almoço do seu bebê, Henrique, de apenas 1 ano.
- Lá em nossa cidade, um quilo de comida não passa de R$ 30. Aqui, chega a R$ 50. Mas não é um problema só do aeroporto. O Rio está caro demais. Durante nossa estada na cidade, gastamos mais de R$ 400 por diária em um hotel na Rua Barata Ribeiro. Tudo está caríssimo, e isso faz com que a viagem saia uma fortuna - disse o empresário Paulo Márcio Silva, que considera o Rio mais caro do que Nova York, onde morou por cinco anos.

Em Curitiba, refrigerante não pode custar mais que R$ 3,20
O superintendente de negócios comerciais da Infraero, Claiton Resende Faria, considera adequados os preços das lojas dos aeroportos. Segundo ele, com base em cláusulas dos contratos de concessão dos espaços, o órgão inspeciona regularmente os preços praticados e notifica os lojistas flagrados em irregularidade.

A reportagem questionou a Associação Nacional de Concessionárias de Aeroportos (Ancab), que representa os lojistas, sobre os preços elevados, mas não obteve resposta.
- É natural que os preços nos terminais sejam maiores, pois o custo operacional das lojas também é maior. Elas precisam funcionar todos os dias do ano, 24 horas por dia. Isso implica mais gastos. Logo não se pode comparar uma loja de aeroporto com o um botequim - afirmou Faria.

Mas a Infraero admite que os passageiros da chamada nova classe média, que passaram a viajar de avião nos últimos anos, podem achar os preços proibitivos.
A solução foi licitar espaços para lanchonetes com preços baixos e tabelados, como forma de oferecer uma alternativa aos passageiros e estimular a concorrência entre os lojistas. O concessionário é obrigado a cumprir o preço estipulado por um ano. Ao fim do período, a Infraero pode avaliar a possibilidade de reajuste.

- Agora, as classes C,D e até E estão frequentando aeroportos, por causa do aumento na renda e de promoções. Por isso fomos buscar uma alternativa mais barata, embora a função da Infraero não seja regular preços - disse o superintendente da Infraero.
A ideia é introduzir as lanchonetes populares nas cidades-sede da Copa de 2014. No Aeroporto Internacional Afonso Pena, em Curitiba, uma delas começou a funcionar há algumas semanas. Lá, uma lata de refrigerante não pode custar mais de R$ 3,20 (no Galeão, sai por R$ 4,50 hoje); já o preço máximo do sanduíche natural é R$ 3,90 (custa R$ 8 no Rio). A cesta de produtos com preços regulados tem 15 alimentos.

Já foi licitada a lanchonete do aeroporto de Londrina (PR) - que não é sede da Copa mas quis integrar o projeto. O pregão para a loja de Natal acontece amanhã. Na quinta-feira é a vez de Recife, e na sexta, de Fortaleza. Os leilões de Vitória (que também não é sede), Congonhas (São Paulo) e Salvador sairão ainda este mês. Depois da licitação, o prazo para que a lanchonete comece a funcionar é de 90 dias.

O processo licitatório para os aeroportos do Rio (Galeão e Santos Dumont) e o de Porto Alegre estão em fase de prospecção de espaço disponível e pesquisa de preços, mas deve ser concluído ainda este ano. Como passarão por amplas reformas para a Copa, os terminais de Cuiabá, Manaus e Confins (Belo Horizonte) só devem receber a lanchonete no ano que vem. A Infraero também apresentou a ideia aos concessionários dos aeroportos privatizados - Guarulhos (São Paulo), Viracopos (Campinas) e Brasília -, mas cabe a eles aderir ou não ao projeto.

YAHOO

Helibras quer produzir aeronave 100% nacional até 2020



Na entrevista que deu ao programa Show Business, do empresário João Doria Jr., o presidente da Helibras, Eduardo Marson, comemorou os resultados da empresa neste ano e anunciou que pretende produzir uma aeronave 100% nacional até o ano de 2020.
Marson explicou que 43% dos equipamentos utilizados na montagem das aeronaves é produzido no Brasil.
Única fabricante de helicópteros do país, a empresa alçou o modelo popularmente conhecido como Esquilo à primeira posição em vendas no mundo.
Segundo o relato do empresário, a cidade de São Paulo acaba de ultrapassar a frota de helicópteros de Nova York.
PILOTO POLICIAL

FAB TV

Popout

Entrevistas, matérias e reportagens especiais sobre a Força Aérea Brasileira poderão ser acompanhadas agora de uma forma diferente. A partir de segunda-feira (06/08), entra no ar a FAB TV, um veículo de comunicação que vai mostrar o dia a dia incansável de homens e mulheres que dedicam suas vidas a defender a soberania aérea brasileira. Em sua grade de programação estão nove formatos diferentes que serão exibidos via internet no site www.fab.mil.br. Para acessar a programação, basta clicar no ícone da FAB TV.

Neste primeiro mês, estreiam quatro programas.

 O primeiro é o “FAB em Ação”. Com periodicidade mensal, mostrará de forma descontraída, a rotina operacional dos militares que servem nas diversas frentes de atuação da Aeronáutica, incluindo as Aviações, Controle de Tráfego Aéreo, Saúde, Ensino e Pesquisa. Serão destacadas, ainda, as manobras, exercícios e operações. Cada edição abordará um tema por meio de reportagens especiais. Nesta primeira edição, coincidindo com o início da Ágata 5, serão mostrados os bastidores da atuação da Força Aérea na última edição da operação, a Ágata 4, realizada na fronteira Norte do Brasil. Na ocasião, a Aeronáutica montou um hospital de campanha fluvial em uma balsa e percorreu aldeias indígenas e comunidades ribeirinhas prestando atendimento médico. Também, localizou e bombardeou uma pista clandestina utilizada para a prática de garimpo ilegal.

O próximo programa a ser disponiblizado é o “Conexão FAB”, com estreia prevista para o dia 13 de agosto. Com periodicidade mensal, tem como finalidade apresentar um resumo dos principais fatos envolvendo a Força Aérea. Nele, serão incluídas matérias e entrevistas abordando assuntos que, recentemente, tenham sido destaque envolvendo a Aeronáutica.

Na semana seguinte, no dia 20 de agosto, irá ao ar a primeira edição do “FAB no Controle”, que também será mensal. Nele, será divulgado o trabalho realizado pela Força Aérea no controle de tráfego aéreo. Por meio de linguagem de fácil acesso, vai mostrar a estrutura, o trabalho dos profissionais e a abrangente complexidade que envolve essa missão.

Já no dia 27 de agosto, vai ao o primeiro programa de entrevistas da FAB TV, o “FAB pela FAB”. Ele será um programa mensal, que trará como entrevistado um militar da própria instituição. Serão abordados assuntos de interesse dos militares da Força Aérea e do público externo.

Mais quatro programas vão integrar a grade da FAB TV nos próximos meses. Todos os programas são produzidos e editados pelo Centro de Comunicação Social da Força Aérea (CECOMSAER), em Brasília (DF). As operações aéreas, treinamentos e a rotina dos militares serão disponibilizados em formato Full HD no portal FAB.

PODER AÉREO

Queda de pequeno avião mata 4 na Alemanha

 

Acidente ocorreu próximo a Coburg, no sul do país. Aeronave caiu logo após a decolagem.


Um pequeno avião turboélice caiu neste domingo (5) próximo a Coburg, no sul da Alemanha, matando todas as quatro pessoas que estavam a bordo.

A queda ocorreu logo após o avião ter decolado da pista de Steinbruecken


http://3.bp.blogspot.com/-mkXCf0YXnUo/UB6KjqU-DeI/AAAAAAAAbQM/FTwE6MscalM/s1600/1_6.jpg 
 
 Peritos trabalham no local da queda do pequeno avião neste domingo (5) no sul da Alemanha (Foto: Gabi Arnold/dapd/AP)
 
BGA

Jovem é filmado pedindo desculpas em avião após furar fila em embarque

Adolescente teve que se desculpar pelo sistema de som da aeronave.

Ele leu texto em que admitia o erro.
Adolescente lê pedido de desculpas por ter furado a fila de embarque no avião
Um adolescente americano foi filmado ao fazer um pedido de desculpas público por ter furado a fila na hora do embarque em um avião da Southwest Airlines nos Estados Unidos. Parte de um time de lacrosse, o jovem foi flagrado pelo técnico da equipe, que decidiu fazê-lo pagar pelo que fez. 
O treinador pediu ajuda à tripulação do avião, que deixou o jovem ler um longo pedido de desculpas pelo sistema de comunicação da aeronave. "Sou apenas um jovem que acho que sou mais inteligente de que sou", dizia o texto lido pelo adolescente. 
O vídeo foi colocado no YouTube. Os passageiros do avião aplaudem o pedido de desculpas.

Popout

desástres aéreos

MG: controlador de voo deve depor na segunda


Acidente aéreo em julho deste ano, na zona da mata mineira, matou oito pessoas
Avião bimotor caiu em área de difícil acesso, próximo ao aeroporto de Juiz de Fora / Angelo Savastano/FolhapressEstá previsto para esta segunda-feira o depoimento do controlador de voo que estava trabalhando no dia do acidente aéreo que matou oito pessoas em Juiz de Fora, na zona da mata de Minas Gerais.O funcionário foi identificado pela Policia Civil na última quinta-feira.

Outras duas testemunhas do acidente deveriam ter sido ouvidas na sexta-feira, mas elas não compareceram à delegacia e os depoimentos foram adiados.

O caso
O acidente ocorreu no último dia 28 de julho, quando um avião bimotor que levava o presidente da Vilma Alimentos, o filho dele, e outros executivos e funcionários da empresa, caiu próximo ao aeroporto.

Eles saíram de Belo Horizonte para participar de uma convenção em Juiz de Fora. Todos que estavam a bordo morreram.
band.com

Este é um avião «made in» Hello Kitty


O fenómeno Hello Kitty levou a Eva Airlines, uma companhia aérea de Taiwan, a decorar um avião em homenagem à gatinha que fascina crianças e mulheres de todo o mundo.



http://www.agenciafinanceira.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/13675178/660x495

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/13675179/660x495

A Sanrio, dona da marca Hello Kitty, colaborou na criação deste avião especial. Existem atualmente três Airbus A330-300 com etsa decoração temática.
http://www.agenciafinanceira.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/13675177/660x495
Mas não é só por fora que a gatinha dá o ar da sua graça. Tudo tem a sua assinatura: desde os cartões de embarque, passando pelos encostos das cadeiras do avião. Até as refeições são made in Hello Kitty.

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/13675182/660x495

No próprio aeroporto há terminais de check-in especialmente decorados. Para os fãs da marca, nem o céu é o limite.
agência financeira

Mecânico de avião é técnico mais bem pago


Levantamento feito pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) mostra que, em diversos Estados brasileiros, um diploma de ensino técnico já vale mais do que um certificado de conclusão de curso universitário.

O levantamento, ao qual a Folha teve acesso com exclusividade, identificou as 21 profissões técnicas mais valorizadas do Brasil, resultado da demanda da indústria por mão de obra especializada. Lideram a lista manutenção em aeronaves, mineração, mecatrônica, construção civil e petróleo e gás.


SALÁRIOS DE ATÉ R$ 7.000

Os salários médios de admissão variam de R$ 1.500 a R$ 2.500. Após dez anos de experiência, oscilam entre R$ 3.600 e R$ 7.000.
A experiência do baiano Roman Pinto, 35, sintetiza a valorização dos técnicos. "Sou graduado em história, mas precisava me inserir logo no mercado. Em 2010, formei-me como técnico em edificações e agora ganho mais e trabalho menos", disse à Folha, ao revelar seu salário atual: R$ 3.400.
Em São Paulo, um trabalhador com a mesma formação de Roman Pinto, só que com dez anos de experiência, tem salário médio superior ao de um engenheiro ou um farmacêutico com mesmo tempo de atuação na área.

No Estado, a procura maior da indústria é por projetistas e técnicos em manutenção, com remunerações iniciais em torno de R$ 4.100 e R$ 3.500, respectivamente. Os números da CNI trazem os 18 Estados onde o trabalhador técnico está em alta. O levantamento foi feito nas unidades do Senai e com base em dados oficiais do Ministério do Trabalho.

Em Pernambuco, um soldador recém-formado pode ganhar mais do que um médico que acabou de desembarcar na profissão. Em Minas, um técnico das especialidades mais valorizadas exibe um contracheque mais gordo que um advogado ou veterinário iniciante.

FORMAÇÃO

Além dos salários competitivos, conta a favor da formação técnica a possibilidade de entrar mais cedo no mercado de trabalho. Nas contas da confederação, um aluno faz um curso técnico em 18 a 24 meses. Já na faculdade, o prazo, em geral, é de quatro anos.
"Há dois prédios, um do curso técnico e outro do universitário. No primeiro, você não precisa chegar ao último andar para começar a trabalhar. No segundo, você só entra no mercado quando atingir o topo", comparou Rafael Lucchesi, diretor da CNI.

"Não estou pregando contra a educação formal, só que o ensino técnico foca na construção de projetos pessoais e na rápida integração do aluno no mercado de trabalho." Em 2011, o governo federal lançou o programa Pronatec justamente para capacitar, com bolsas de estudo, jovens do ensino médio a atender às demandas da economia.

Hoje, há 882 mil trabalhadores com diploma técnico no país. O setor criou 36 mil postos de trabalho de abril de 2011 a março deste ano. O resultado só não foi melhor porque a indústria tem sofrido com o câmbio valorizado e com a desaceleração da economia doméstica.


Em países desenvolvidos, os cursos técnicos de nível médio são escolhidos por cerca de 50% dos estudantes, segundo dados da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) fornecidos pela CNI.
primeira edição

Abelhas na asa atrasam partida de avião em aeroporto dos EUA



Imagens da TV local mostram as abelhas na asa do avião na quarta-feira (1º) (Foto: Reprodução)

Um enxame de abelhas provocou o atraso de um voo na noite de quarta-feira (1º) no aeroporto internacional de Pittsburgh, nos EUA, segundo a imprensa local.

O voo da Delta Airlines estava prestes a decolar rumo a Nova York quando o incidente ocorreu, pouco antes do reabastecimento.

O apicultor Stephen Repasky foi convocado para lidar com o imprevisto, que não é o primeiro a ocorrer no aeroporto.
Segundo Repasky, foi o quarto enxame a invadir o aeroporto apenas neste ano.
O apicultor conseguiu "encaixotar" as abelhas, que seriam libertadas em local apropriado mais tarde.
Ele suspeita que exista uma colônia de abelhas selvagens próximo ao aeroporto. Quando as colônias crescem, novas rainhas procuram novos lugares para criar uma nova. Pode ser uma árvore, ou, no caso, uma asa de avião.
Como as abelhas são uma espécie protegida, elas não podem ser mortas, apenas removidas.
g1

Aviões quase batem em pleno ar nos Estados Unidos




Dois aviões por pouco não bateram em pleno ar, durante o procedimento de pouso, no aeroporto de Detroit, no Estado americano de Michigan, na madrugada deste sábado (4). Por sorte e perícia dos pilotos, nenhum incidente mais sério acabou registrado.

Um voo da Delta Airlines vindo de Phoenix iniciou a sua descida para pousar no aeroporto quando, quase que ao mesmo tempo, um pequeno avião privado também tentava realizar o seu pouso em Detroit.
Durante o incidente, os aviões ficaram separados por apenas 3,7 km horizontais, quando a distância de segurança não pode ficar abaixo de 5,5 km.

Segundo Elizabeth Cory, porta-voz do Departamento Federal de Aviação, “o controle aéreo estava ciente de toda a situação”, e que “em nenhum momento houve risco de colisão”. Apesar disso, passageiros do voo da Delta relataram que podiam ver o pequeno avião bem próximo à aeronave.
Uma investigação será instaurada para avaliar o que aconteceu em Detroit.
O incidente deste sábado vem à tona quatro dias após três aviões se envolverem em uma situação parecida em Washington, capital do país.
paraiba

Homem pula de avião de passageiros em movimento na Malásia

Incidente com voo da Air Asia ocorreu enquanto aeronave taxiava em Miri.
Passageiros se assustaram, mas ninguém se feriu, e o homem foi preso.


Aviões da Air Asia em foto divulgada na imprensa local (Foto: Reprodução) 
Aviões da Air Asia em foto divulgada na imprensa
local (Foto: Reprodução)

Um homem pulou de um avião de passageiros em movimento quando a aeronave se preparava para decolar de um aeroporto na Malásia, segundo a imprensa local.

O voo AK 5187, da Air Asia, ia de Miri, no estado de Sarawak, para a capital, Kuala Lumpur.
Ele estava marcado para sair às 19h40 desta sexta (3), mas atrasou-se uma hora por conta do incidente, que também afetou outros voos.

Uma testemunha disse que, quando o voo estava prestes a decolar, o homem repentinamente abriu as portas de emergência e saltou.

Os passageiros se assustaram, e o avião interrompeu a decolagem, segundo um passageiro.
O capitão Fareh Ishraf Mazputra, da autoridade regional de aviação, disse que o incidente ocorreu logo que o avião começou a taxiar.

"Ninguém se machucou, e o passageiro foi preso", disse.
O homem, que teria por volta de 25 anos segundo testemunhas, não parece ter se ferido. Ainda não se sabe o que teria motivado a sua atitude.

g1