PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM
PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

terça-feira, 3 de julho de 2012

Você acredita que este F-16 voltou a voar?


-

Força Aérea Israelense divulga nota sobre primeiro voo de F-16 biposto que, sete anos depois de um grave acidente, foi recuperado e decolou para voltar ao serviço

-
Segundo nota divulgada no domingo, 1º de julho, a aeronave da foto acima foi recuperada e voltou a voar, sete anos após ser acidentada. “O pessoal da Manutenção Aérea realizou algo que apenas poucos no mundo conseguem”, disse o coronel Oded, comandante da unidade. “Ainda que já tivéssemos muita experiência em reconstruir aeronaves ‘machucadas’, nós nunca lidamos com esse tipo de caso trágico antes”, completou o coronel.

No acidente de 2005, a roda direita da aeronave (o F-16 “041″) soltou-se quando estava a frações de segundo de tocar o solo, obrigando seus tripulantes a ejetarem. Quando a equipe responsável por reconstruir o caça recebeu o “041″, havia grandes dúvidas se seria possível realizar o trabalho, já que a frente estava completamente destruída, a cauda estava quebrada, as asas curvadas e o motor repleto de lama. Representantes da empresa fabricante também não tinham esperança e acharam que seria um desperdício de tempo consertá-lo. Porém, a perspectiva israelense é de que cada avião conta.



Após reparos e troca de centenas de componentes, o F-16i 041 finalmente decolou de volta ao esquadrão “Valley”, e nele voaram os tripulantes ejetados em 2005. Agora na reserva, o major Ofer, que pilotava a aeronave na ocasião, lembrou-se de agradecer ao mecânico que examinou a cadeira de ejeção e os técnicos que testaram o sistema: “Se apenas um componente não funcionasse, eu não estaria aqui.”


FONTE / FOTOS: Força Aérea Israelense

NOTA DO EDITOR: versões bipostas de aeronaves de combate costumam ser mais “valiosas” para as Forças Aéreas, levando a decisões de recuperar aviões acidentados, como foi o caso do F-16 israelense da matéria acima e do F-18 finlandês dos três primeiros links abaixo. O principal papel dessas versões é a conversão de pilotos provenientes de outros modelos de aeronaves (normalmente vindos de jatos ou turboélices de treinamento).
No caso da FAB, onde o F-5 modernizado forma a espinha dorsal da frota de caças supersônicos, os bipostos também são muito valiosos, tanto que a compra de modelos usados da Jordânia visava principalmente ampliar o número de apenas três modelos bipostos em serviço, sendo recebidas mais três células de versões F-5F (e oito do modelo E, monoposto, numa relação aproximada de “três por um” que é praticamente um “imposto” a se pagar para quem quer adquirir bipostos).
Como sinal dessa prioridade, as células bipostas adquiridas da Jordânia entraram na frente da fila de revisão / recuperação dos F-5 adquiridos, o que você pode conferir em matérias exclusivas do Poder Aéreo a partir do quarto link abaixo. Aproveite também para navegar nos links disponíveis nas próprias matérias clicadas, que trazem mais reportagens exclusivas sobre os caças F-5, seus detalhes e os trabalhos de manutenção, entre dezenas de artigos  já publicados aqui no site.

PODER AÉREO

Avião com banda do cantor Amado Batista faz pouso de emergência em estrada

http://3.bp.blogspot.com/-k8U03DIvCZM/T_HDk38Z6zI/AAAAAAAADWM/BY6Hn_8IOTw/s400/aviao_1.jpg


O monomotor Cessna Caravan prefixo PR-ARZ que transportava 11 integrantes da banda do cantor Amado Batista foi forçado a fazer um pouso de emergência, na manhã desta segunda-feira, na BA-262, entre as cidades de Vitória da Conquista e Aracatu, no sudoeste da Bahia.


De acordo com informações da assessoria de imprensa do cantor, que não estava a bordo, o avião seguia de Itiruçu, 329 quilômetros a oeste de Salvador, onde Batista havia se apresentado domingo, com destino a Montes Claros (MG), onde seria abastecido para continuar viagem até São Paulo. O piloto teria percebido uma queda de potência no motor e decidido pelo pouso na estrada, que não tinha tráfego de veículos no momento.
Ninguém ficou ferido e o avião, que ficou estacionado no acostamento da rodovia, não sofreu avarias. Uma equipe de mecânicos foi enviada de Goiânia (GO) ao local do pouso para reparar o monomotor. Os integrantes da banda seguiram para São Paulo em um voo comercial.
ÚLTIMO SEGUNDO

Investigadores provam que é possível 'hackear' drones


Um grupo de investigadores da Universidade do Texas, em Austin, conseguiu provar que é possível controlar drones, um tipo de avião sem piloto bastante utilizado pelo exército dos EUA, através de uma técnica de hacking. 
A investigação foi feita no âmbito de uma competição promovida pelo Departamento de Segurança Interna dos EUA, onde a equipa de investigadores daquela universidade conseguiu controlar um drone, avião sem piloto normalmente utilizado em missões militares, recorrendo a uma técnica denominada 'spoofing'. 
Através desta técnica os investigadores conseguiram aceder ao sistema de GPS do avião, e levar o drone a receber os seus sinais em vez dos sinais enviados por satélite, utilizados para controlar o drone a distância. 
Segundo informação avançada pela BBC, esta técnica é a mesma que terá sido utilizada no passado ano de 2011 para destruir um destes aeroplanos no Irão. 
Os resultados desta investigação estão a ser vistos por analistas como uma prova de que há alguns riscos em utilizar este tipo de aviões.
No teste levado a cabo pelos investigadores foi utilizado um drone civil, que utiliza sinais GPS não encriptados, o que os torna mais vulneráveis a um ataque de 'spoofing', explica à BBC um especialista do International Committee for Robot Arms Control.
Noel Sharkey considera que isto é algo «muito perigoso. Se um drone é direccionado para um local através do GPS, [o atacante] pode levá-lo a pensar que está noutro lugar e manda-o contra um prédio ou fá-lo cair noutro lugar qualquer ou apenas rouba-o e enche-o de explosivos e direcciona-o para outro local». 
Para o co-fundador do International Committee for Robot Arms Control «a maior preocupação é que isto também significa que não seria muito complicado para [alguém com muitos conhecimentos] conseguir dar a volta um drone militar e controlá-lo, e isso pode ser muito perigoso porque então eles iriam virá-lo contra as pessoas erradas».
DESÁSTRES AÉREOS

Passageiros e tripulantes impedem sequestro de avião na China, diz governo

Passageiros e tripulantes frustraram uma tentativa de seis pessoas de sequestrar um avião comercial que sobrevoava a região autônoma chinesa de Xinjiang, no oeste da China, disseram autoridades locais nesta sexta-feira.
Depois de dez minutos do início do voo da empresa Tianjin Airlines às 12h25 locais (1h45 de Brasília) entre as cidades de Hotan e Urumqi, a capital regional, os seis supostos sequestradores a bordo do avião tentaram tomar seu controle "por meio de violência", indicou um policial provincial em um comunicado.
Os passageiros e os tripulantes conseguiram render os supostos sequestradores. Segundo a agência estatal Xinhua (Nova China), dois guardas a bordo do avião ficaram gravemente feridos na luta contra os sequestradores, enquanto um comissário de bordo e sete passageiros sofreram ferimentos leves.
Ligações para a polícia e o governo regional de Xinjiang não foram atendidas. Depois da ação contra os supostos sequestradores, o avião voltou para Hotan, área turbulenta de grande presença da etnia muçulmana uigur e assolada nos últimos tempos pela violência separatista.
Do tamanho da Europa Ocidental, a região de Xinjiang é povoada por uigures e outras etnias muçulmanas há séculos e, segundo o governo chinês, nela operam grupos separatistas e terroristas que reivindicam a independência da zona.
Assim que a aeronave pousou, a polícia levou os suspeitos sob custódia. Autoridades disseram que o caso está sendo investigado. Eles não revelaram imeadiatamente a identidade dos seis detidos.
Em março de 2008, autoridades chinesas relataram ter impedido um plano de uma mulher uigur de derrubar um avião procedente de Xinjiang, onde a vigilância aeroportuária supostamente é muito rigorosa.
O governo, temeroso de qualquer ameaça à estabilidade do país ou ao controle do Partido Comunista, costuma acusar grupos separatistas e extremistas religiosos de Xinjiang por ataques a policiais e outros alvos governamentais.
Em setembro, tribunais da província sentenciaram à morte quatro envolvidos em incidentes que aconteceram meses antes em duas cidades - incluindo Hotan -, nos quais 32 pessoas morreram. O governo disse que os responsáveis por esses ataques eram radicais islâmicos que pretendiam transformar Xinjiang em um Estado independente chamado Turquistão Oriental.
*Com Reuters e EFE

Avião foi incendiado após cair em canavial do Paraná, conclui perícia


Após uma vistoria pericial, técnicos da Aeronáutica concluíram que o avião encontrado queimado em um canavial de Itaúna do Sul, no noroeste do Paraná, foi incendiado. O mono motor caiu na noite de sábado (30) e a suspeita é de que os ocupantes transportavam drogas e fugiram.
As dúvidas em relação ao acidente foram geradas porque a aeronave, completamente queimada, foi encontrada sem passageiro algum. Buscas na região e em hospitais foram infrutíferas. Por determinação da Aeronáutica, a área foi isolada e policiais se revezaram para garantir que nada fosse alterado até a perícia.
A polícia trabalha com a possibilidade de que os suspeitos tenham incendiado o avião após a queda, mas nenhuma peça que identificasse a aeronave foi localizada. Até as 12h30 desta segunda (2) ninguém havia sido preso.
Avião caiu em canavial de Nova Londrina e fogo se espalhou pela plantação (Foto: Reprodução/ RPC TV)Avião caiu em canavial e fogo se espalhou pela plantação (Foto: Reprodução/ RPC TV)
G1

Caças quebram vidros do STF